(Imagem de refugiados à chegada a Kos, Grécia, após fugirem da violência na Síria)

Estou a escrever exte texto a partir de um campo de refugiados na Alemanha. Todos o Sírios que aqui se encontram estão muito gratos pela forma como foram recebidos, mas nós queremos viver na Síria, não na Alemanha. 

Eu tinha 22 anos quando a guerra começou em 2011. Vivia numa zona chamada Ghouta, a curta distância de Damascus. Um ano depois da revolta, o regime de Bashar al-Assad colocou Ghouta sob cerco - isto significa que nada sai e nada entra - comida, medicamentos, nada. Um ano depois disso o regime começou a atacar-nos com armas químicas, milhares sucumbiram aos gases. Durante anos as forças aéreas do regime também nos bombardeou com mísseis e bombas de barril. Normalmente eramos atingidos 8 vezes por dia. Como poderiamos nós sobreviver a este inferno na Terra? 

Tive de atravessar 20 postos de controlo com documentos falsos para poder conseguir sair da Síria. Todas as vezes o meu coração parava só de pensar que havia sempre a possibilidade de ser preso e levado. Eu consegui e sobrevivi a um naufrágio. Sobrevivi a tantas formas que um ser humano pode ser morto.

No meu país eu era estudante de medicina. Sofremos tantos ataques que assisti a mais cirurgias que a maioria dos cirurgiões no seu tempo de reforma. O meu sonho é apenas realizar "cirurgias normais", as quais para a qual treinei, e não, tirar estilhaços de bombas dos corpos das crianças.

Não podemos voltar enquanto que a guerra continue e esta é a razão pela qual vos pedimos que façam todos os possíveis para parar a guerra. Todos os vossos governos concordam que existe a necessidade de mudar a política da Síria, mas só palavras não são suficientes para que isto aconteça. O regime de Assad continua no poder, matando 7 vezes mais civis que o Estado Islâmico.

Os líderes mundiais têm de agir para cessar as bombas que caem dos céus. Nós podemos sobreviver aos atiradores, às armas químicas, mas as bombas barril são insuportáveis. A criação de uma zona com espaço aéreo fechado, uma zona segura, salvaria vidas instantaneamente. Eu seria a primeira pessoa no avião de volta para a Síria.

Neste momento, toda a gente na Europa fala de nós, refugiados. Mas ninguém nos ouve. Por favor, assinem esta petição dirigida aos lídes Europeus, pedindo que façam mais para parar as bombas para que possamos voltar a casa. 

Abo Adnan

The Syria Campaign

Escutem os refugiados Sírios

Para: Líderes Europeus,

Façam mais para travar os bombardeamentos do governo Sírio contra o seu próprio povo. Estes ataques aéreos são a causa número um de mortes e deslocamentos na Síria. Em 2015, o governo Sírio matou 7 vezes mais civis que o Estado Islâmico. Protejam o povo Sírio criando espaços aéreos fechados ou zonas de segurança, se necessário, para que possam viver em segurança nas sua casas.

Not ? Click here.

Recent Signatures

  • David L, United States 3 years, 1 month ago
  • Maria G, Brazil 3 years, 2 months ago
  • Patrícia O, United States 3 years, 2 months ago
  • Rafaela , Brazil 3 years, 2 months ago
  • Kebras , Portugal 3 years, 2 months ago
  • Marta d, Portugal 3 years, 2 months ago
  • Helena R, Portugal 3 years, 2 months ago
  • Ana f, Portugal 3 years, 2 months ago
  • Alice G, United States 3 years, 2 months ago
  • Tatiane P, Brazil 3 years, 2 months ago